Share

A História de Diana Bryant

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Por Maria Danniella Gutiérrez-Salem

Advogada estrangeira — Venezuela

 

Coincidências definitivamente não existem. Quando precisamos de alguma coisa, Deus ou o universo conspiram para que uma determinada pessoa possa entrar em nossa vida ou para que um determinado evento ocorra. Mas não podemos deixar tudo por conta do destino. Quando estamos atrás de nossos sonhos, é imperativo que nos cerquemos das pessoas ou profissionais que possam nos guiar, como tudo na vida requer um plano e um caminho bem definido para alcançar nossos objetivos. Talvez por isso coaching de vida é hoje uma tendência que veio para ficar.

Nossa entrevistada nasceu em Bogotá, Colômbia. Em 1999, ela decidiu vir para os Estados Unidos para estudar “psicologia e arte” em Danbury. Isso atraiu muito a minha atenção, pois estas são duas carreiras muito diferentes. Ela então explicou que desde que era jovem, queria ser cantora, uma artista; na verdade, ela queria ser tudo e foi muito difícil se encontrar. Portanto, em sua busca, ela decidiu estudar psicologia, mas depois descobriu que não partilhava da ênfase de avaliar sua vida passada, quando, na realidade nossa vida é hoje.

Ela admite que há episódios que nos afetam e nos marcam, mas ela não acha que voltar pode nos ajudar. Ela acredita que pegar todas essas ferramentas que temos armazenadas na caixa chamada vida e usá-las é o que nos faz desenvolver. Ela afirmou, com muita ênfase em sua voz: “Viver é hoje, não ontem! Não somos um tipo de filme que podemos voltar e usar menos luz ou adicionar ruído ao fundo. A vida é aquele momento em que o diretor diz que está tudo pronto. Temos que continuar e é essa espontaneidade que produz um filme único”.

Por este motivo, ela decidiu mudar sua carreira e, na sua pesquisa, ela descobriu um trabalho que exigia habilidades muito específicas, tais como trabalhar com todos os tipos de personalidades, ouvir e ganhar confiança. Como coaching de vida, seu principal objetivo é produzir mudanças na vida das pessoas. Ela as ajuda a conhecerem-se melhor, descobrir suas habilidades e identificar potenciais adversidades que possam ocorrer e, em seguida, as ajuda a criar uma estratégia, um plano que lhes permitirá tomar as ações que lhes dão a vida que desejam viver, ao invés de todas as manhãs não terem um propósito.

O assunto mais importante para Diana é a fé. Ela comentou que uma das coisas que a ajudou a crescer como ser humano e encontrar a felicidade foi sua aproximação com Deus. É por isso que hoje até mesmo sua vida profissional gira em torno da fé. Trabalhando como coach de vida, ela descobriu que descreve uma ligação maior com aqueles que professam a mesma fé uma vez que existe uma correlação no que eles pensam, fazem e acreditam. Aparentemente, quando queremos mudar nosso estilo de vida não podemos simplesmente vestir ou comer de forma diferente. Pensar e estar em harmonia com nosso discurso e nossas ações com os outros é o que nos coloca em um estado mental e espiritual diferente.

Diana é definitivamente uma pessoa inspiradora. Ela concluiu com este pensamento: “Na vida, precisamos de um sonho, um desejo a se alcançar, compromisso, trabalho duro, visão e uma missão clara do que queremos, e enfrentar todos os obstáculos um a um para alcançar o sucesso. Devemos descobrir que somos bons e começar a ir atrás do nosso sonho, pois a vida é para ser vivida. Pise no seu passado caminhando no seu presente, cheio de possibilidades e um futuro que espera por um pequeno esforço da sua parte. Não tenha medo do sucesso. Você é o sucesso!

 

Danniella Maria Gutierrez-Salem praticou advocacia na Venezuela antes de seguir seu próprio sonho americano de se tornar uma escritora nos Estados Unidos. Para aqueles que desejam recomendar uma história ou fazer comentários, convido-os a serem coestrelas nesta coluna, contribuindo com ideias e sugestões no e-mail mdgutier@gmail.com.

Leave a Comment