Share

A Pé: Caminhada Jane Jacobs

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Por Renato Ghio

No mês passado, o Citycenter Danbury recebeu um passeio urbano como parte do dia de Jane Jacobs. Jane Jacobs foi uma jornalista, escritora e ativista americana-canadense, mais conhecida por sua influência sobre os estudos urbanos. Ela convidou a todos para verem como as cidades realmente funcionam através da experiência, de sair e ver o que faz um bairro prosperar ou batalhar. A Caminhada Jane Jacobs é um programa internacional que visa a reunir as pessoas na experiência e fazer com que se conectem com sua comunidade.

Por isso, foi em uma tarde ensolarada de sábado que Alicia e eu nos juntamos a Ted Kilmer no Citycenter, juntamente com vinte e tantos companheiros entusiastas urbanos para caminhar por nossas ruas. A caminhada não foi projetada para ser uma turnê formal, mas sim uma forma de partilhar algumas curiosidades e pontos de interesse divertidos, bem como uma maneira de todos nós nos conectarmos e compartilharmos pensamentos sobre a nossa cidade. Começamos no escritório do Citycenter Danbury com a nossa primeira parada próxima dali, no Centro de Música de Danbury, o lar original da biblioteca. O piso térreo era a biblioteca infantil e até hoje ainda possui murais personalizados de contos de fadas pintados nas paredes.

Depois nós caminhamos passando pelo Brasão da Cidade de Danbury, ao longo do que é chamado corredor dos bancos, abaixo da área atual da Biblioteca de Danbury, onde fizemos uma paradinha no café Rymackees para um lanche rápido. Este tesouro escondido é um pequeno café situado entre a biblioteca e o novo Centro de Inovação. Saímos pela biblioteca e fomos recebidos na praça pela música que emana do carrilhão da Igreja Episcopal St. James. Ele foi o primeiro carrilhão fabricado na América.

Viramos à esquerda até a West Street, passando por alguns dos muitos clubes étnicos que chamam a nossa cidade de casa. Viramos à esquerda novamente até a Deer Hill Avenue, passando pela Prefeitura voltamos para a Main Street pela Wooster Street, parando nos cemitérios mais antigos da cidade atrás da antiga cadeia Danbury. Então nós caminhamos por um dos meus lugares favoritos no centro, Parque Elmwood, e continuamos a ziguezaguear nosso caminho pela Praça Portuguesa com uma rápida parada revigorante na International Bakery. International Bakery é um pedaço da Europa aqui na Cidade do Chapéu. Um lado é um mercado cheio de iguarias e artesanato portugueses, e do outro lado é uma padaria com pães e doces. Dica especial: Eles fazem uma ótima forte xícara de café expresso. Uma vez que todos nós saboreamos alguns doces, nosso passeio continuou até o Citycenter Green e a Ives Street, voltou à Main Street e terminou na Aliança Cultural de Western Connecticut. Lá, fomos convidados para uma conversa informal com o artista local Tom Wolff, atualmente exibindo seu trabalho na galeria @287.

Este passeio foi uma maneira divertida de observar e se conectar com o nosso centro e um com o outro. Foi um grande lembrete de que uma das melhores formas de experimentar o centro é sair a pé.

Leave a Comment