Share

Alterando a Capacidade das Crianças de Aprender: Indo de uma Mentalidade Fixa para uma Mentalidade de Crescimento

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

 

Por Anne Mead

Carol Dweck, uma pesquisadora de renome mundial e psicóloga da Universidade de Stanford, argumenta que a única qualidade que separa as pessoas bem sucedidas das mal sucedidas é que elas pensam que sua inteligência e habilidades são fixas. Ela naturalmente refere-se às pessoas que pensam que suas habilidades têm uma “mentalidade fixa”, e outras que pensam que podem desenvolver isso tendo uma “mentalidade de crescimento”. Para aquelas que têm uma mente fixa e definem não ter a rotina de tomar seu café da manhã (sem chateação de fazer café) como de costume, seria jogar fora seu dia e a levaria a dizer “eu não consigo enfrentar o dia de hoje, não tomei café”. Enquanto uma mentalidade de crescimento faria com que você dissesse a si mesmo: “Eu devo fazer uma lista para me lembrar de comprar café e amanhã será melhor”. E, então, continua com o seu dia aprendendo com a experiência.

Como adultos, muitas vezes percebemos nossas falhas e podemos mudar nosso pensamento para mudar essas deficiências. Como pais o nosso papel é o de ajudar nossos filhos a adquirirem uma mentalidade de crescimento. Isso os ajudam a serem produtivos em suas atividades diárias, permite que eles abordem os desafios com confiança e tenham uma mente aberta para mudanças. Quando uma criança é desafiada academicamente, pensamentos negativos podem prejudicar o que ela está tentando fazer.

Nosso papel como pais é o de construir relações positivas com nossos filhos e que promovam o desenvolvimento de uma mentalidade de crescimento. Essas relações não devem se concentrar especificamente em explicar a filosofia da mentalidade do crescimento para seu filho, mas incentivá-lo a tentar coisas novas. Primeiro, a criança deve ter um estilo de vida saudável. Segundo, a criança deve ser capaz de pensar crítica e criativamente, como quando na idade pré-escolar ela derrama um copo de água e é capaz de pegar uma toalha de papel e limpá-lo, começando do lado de fora para o interior. Uma criança que usa suas habilidades para resolver problemas está promovendo sua capacidade de conseguir resolver os maiores.

As crianças que aprendem a ser bons ouvintes e locutores estão ajudando a construir as sinapses em seus cérebros e trabalhando para serem capazes de falar mesmo com problemas. As crianças desenvolvem sua capacidade de serem aprendizes sociais observando seus pais e cuidadores como modelos de comportamentos adequados. Conforme as crianças ficam mais velhas aprendem o certo a partir do errado e são capazes de tomar boas decisões sobre si mesmas. Por último, as crianças desenvolvem a autoconsciência e autoestima que as levam a ter um sentido forte e positivo de si mesmas e capacidade de lidar com suas emoções e problemas. Estes são os caminhos que o cérebro de seus filhos precisam percorrer para ter uma mentalidade de crescimento.

Na próxima edição apresentarei ideias práticas sobre o caminho para o desenvolvimento do seu filho, portanto, mantenha este artigo por perto e não hesite em contatar-me em medan@danbury.k12.ct.us com quaisquer perguntas que gostaria de fazer. Meghan Martins, Diretora Associada para Instrução do DPS contribuiu para este artigo.

Anne E. Mead, M. Ed. é a Administradora para a Educação Infantil e Programas de Extensão de Aprendizagem das Escolas Públicas de Danbury. Se você tiver alguma dúvida, não hesite em contatá-la em 203-830-6508 ou meadan@danbury.k12.ct.us

Leave a Comment