Share

Atualizando Questões Relacionadas com a Carteira Drive-Only Após o Dia 2 de Janeiro

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Por  Emanuela Leaf

Recebemos inúmeras ligações sobre o processo de registro para a nova carteira de habilitação  drive-only. O vice-comissário do Departamento de Veículos Automotores (DMV), Michael R. Bzdyra, responde estas perguntas em nome do departamento:

TRIBUNA: Recebemos um número significativo de ligações relacionadas com o nome utilizado no formulário de registro para a carteira e o nome no documento principal de identificação que o candidato apresentará no dia em que for fazer o teste da permissão de aprendizagem. Se não adicionou o nome do meio ou o sobrenome estiver incompleto, o DMV aceitará?

DMV: Se a pessoa registra-se online para o teste da permissão de aprendizagem e usa apenas o primeiro e último nomes, ao se apresentar na filial do DMV para fazer o teste, o examinador adicionará o nome do meio de acordo com o documento principal de identidade.

Além disso, se o candidato usou apenas parte do sobrenome, o examinador também fará a adição do sobrenome completo de acordo com o documento de identificação principal.

TRIBUNA:  Se o candidato mudou-se de endereço antes do dia do teste, o comprovante de endereço com menos de 90 dias será aceito?

DMV: Caso o candidato tenha se mudado para um novo endereço após o agendamento online, ele precisará apresentar, no momento do teste da permissão de aprendizagem, duas (2) cartas dos correios com mais de 90 dias comprovando que ele já vivia no ANTIGO endereço em Connecticut e duas (2) cartas dos correios com o novo endereço. Os tipos de cartas com mais de 90 dias aceitas estão descritas na lista A. A mesma regra se aplica à correspondências na lista “B”. Para os novos candidatos que trouxerem cartas na lista “B”, estas devem ter mais de 12 meses comprovando que residiu no endereço ANTIGO,  além de cartas com o novo endereço.

TRIBUNA: Para evitar confusões futuras em relação à certidão de nascimento estrangeira sendo usada como documento de identificação principal, o “Relatório consular não-americano atestando seu nascimento em país estrangeiro” deve ser retirado da lista de documentos PRINCIPAIS?

DMV: Não retire este documento da lista. Ao contrário, siga o esclarecimento que o DMV prestou na sexta-feira (09/01) nas versões em inglês e espanhol de suas listas de documentos. Abaixo, segue uma cópia da sessão modificada no inglês com a adição de frases em destaque para que os candidatos possam ver as versões modificadas onde as mudanças foram feitas. Segue aqui os links para as listas de documentos em inglês e espanhol: Inglês – http://www.ct.gov/dmv/lib/dmv/20/29/di-4.pdf  , Espanhol –http://www.ct.gov/dmv/lib/dmv/20/29/di-4_sp.pdf

_____________________________

COMPROVAÇÃO DE IDENTIDADE:

Você precisa apresentar duas (2) formas de identificação e pelo menos uma delas deve ser da lista de documentos principais.

Lista de documentos PRINCIPAIS

– Passaporte estrangeiro (que não esteja expirado há mais de 3 anos)

– Documento de identificação consular válido e vigente, emitido pelo seu país de cidadania

– Relatório consular não-americano atestando seu nascimento em país estrangeiro (NÃO é a certidão de nascimento de seu país)

– CERTIDÕES DE NASCIMENTO DE OUTRO PAÍS NÃO SERÃO ACEITAS

Lista de documentos SECUNDÁRIOS

– Carteira de habilitação válida e vigente, com características de segurança, emitida por outro Estado ou país

– Título de eleitor estrangeiro válido

– Certidão de casamento emitida por qualquer estado ou território dos Estados Unidos

– Histórico escolar autenticado

– Certidão de batismo ou qualquer documento semelhante (NÃO é a certidão de nascimento de seu país)

TRIBUNA: O que acontece se o candidato é reprovado no teste de conhecimentos?

DMV: Se um candidato à carteira drive-only não passa no teste de conhecimentos, ele deve aguardar no mínimo sete (7) dias antes de fazê-lo novamente. A taxa para o segundo teste é US$40. Em decorrência do grande número de candidatos para esta carteira, o tempo real que a pessoa poderá esperar para agendar o teste novamente poderá ser de quatro (4) a seis (6) meses, dependendo da filial do DMV que escolher.

A taxa para  a segunda tentativa é de US$40 e as subsequentes também.

O Tribuna continuará atualizando quaisquer mudanças ou adequações ao processo para obtenção da carteira drive-only. Perguntas podem ser encaminhadas para o email: editor@tribunact.com.

Leave a Comment