Share

Carnaval Brasileiro Por Meio da Zumba

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Por Maria Roman                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                     Fotos Por Liz Szebenyik

Em 22 de março, Nina Merlonghi realizou seu terceiro carnaval anual de zumba na Punchthesky Fitness em Fairfield, CT. Natural do Rio de Janeiro, Nina me convidou para o evento, que ela organiza uma vez por ano em sua academia em homenagem à maior festa do mundo, conhecida como Carnaval, comemorado no Brasil no mês de fevereiro. Ela queria compartilhar essa experiência por meio da Zumba – e ela definitivamente conseguiu.

Quando eu entrei, cores vibrantes e decorações brilhantes, participantes fantasiados e alguns com as cores e imagens da bandeira brasileira me deram uma sensação de estar nas ruas no Brasil. As músicas eram brasileira, latinas e do Caribe. Alegria e canto encheram o salão. No meio do evento, “sambistas” profissionais em trajes carnavalescos enfeitados com penas e miçangas invadiram o palco.

IMG_4485

“O carnaval é diferente de um evento de zumba. Trazer o Brasil para os Estados Unidos é muito divertido. É notável ver a cultura ganhar vida. Não é todo dia que você vê as pessoas se unindo através da dança”, disse Christina Forgione, de Shelton.

A exigente sessão de 90 minutos de zumba foi liderada por vários instrutores do Brasil e de outros países, como Colômbia, Porto Rico e Jamaica. “Eu queria que todos pudessem experimentar uma sensação diferente”, disse Nina, acrescentando: “A zumba é uma mistura de cultura e personalidade.” Um dos instrutores, Constantino Cossio, um imigrante de Medellín, Colômbia, disse que este foi seu segundo carnaval com Nina e ele gosta de participar porque lhe lembra o carnaval de Barranquilla.

IMG_4481

Margo Bivens, um outro membro de longa data, disse que viaja mais de 30 quilômetros de West Haven para assistir às aulas de Nina em Punchthesky, “Isso não é algo que eu possa colocar um preço ou considerar a distância. É inestimável.”

Nina diz que suas aulas são para todos, independentemente da origem. “Pela zumba e pelo carnaval eu posso mostrar a minha cultura para todos que participam, e dar a eles um pequeno pedaço do Brasil”, disse ela.

Nina também faz captação de recursos através de suas aulas de zumba para diferentes causas. A mais recente foi para o grupo de jovens da Igreja Emanuel em Bridgeport. Se você quiser saber mais sobre as aulas de Nina, ligue 203-650-5524.

 

 

Leave a Comment