Share

Cidadania, o Denominador Comum que Conecta Todos os Cidadãos Americanos

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Por Emanuela Leaf

Traduzido por Angela Barbosa

Quando estudei as 100 perguntas sobre a história e governo dos Estados Unidos para o meu teste de cidadania, a que mais me chamou a atenção foi a pergunta de número 25: Quais são as duas formas em que os americanos podem participar da democracia do seu país?

O livro-texto oferecia uma lista variada de possíveis respostas. A pessoa pode participar através do voto, afiliando-se a um partido político, ajudando em uma campanha, participando de um grupo cívico ou comunitário, expressando sua opinião sobre uma questão a um político eleito, contatando seus senadores ou representantes políticos, apoiando publicamente ou se opondo a uma questão ou política, concorrendo a um cargo político ou escrevendo para um jornal.

Todas essas ações nos lembram das liberdades herdadas em uma democracia como a dos Estados Unidos da América. Liberdade de expressão; liberdade de devoção conforme deseja; liberdade de “vida, liberdade e busca da felicidade”.

No meu caso e de minha família, a jornada para obter a cidadania foi longa – mais de uma década aguardando por um green card e mais cinco anos de espera após a residência permanente para nos tornarmos elegíveis para a cidadania. Nossa trajetória, assim como a de milhões de outros imigrantes que solicitaram seus green cards e continuaram esperando por causa de acúmulos de processos no governo – reflete os problemas do nosso sistema de imigração quebrado.

Entretanto, segundo uma análise mais recente realizada pelo Escritório de Estatísticas do Departamento de Segurança Nacional, cerca de 8.8 milhões de residentes permanentes qualificam-se para solicitar a cidadania.

Nesta edição, você se informará sobre o processo atual para obtenção da cidadania dos EUA, e sobre a jornada de 20 anos de uma jovem para ter o direito de exercer o voto no único país onde ela chama de lar.

Há outros direitos e privilégios exclusivos que são outorgados apenas através da cidadania, além do direito de votar e concorrer a um cargo político. Estes outros direitos e privilégios são igualmente importantes para que um residente permanente possa se sentir como parte integral do nosso país.

Como a habilidade de viajar com um passaporte americano, que lhe permite obter assistência do governo dos EUA quando estiver no exterior, caso seja necessário. Além disso, cidadãos americanos geralmente têm prioridade quando solicitam trazer permanentemente um membro da família para este país, ou quando se inscrevem para um trabalho no âmbito federal, uma vez que certos empregos em órgãos federais requerem a cidadania dos EUA. O mais importante é o direito de manter a sua residência. O direito de um cidadão dos EUA de permanecer no país não pode ser revogado.

Com estes direitos também tem responsabilidades. Apoiar e defender a Constituição. Manter-se informado sobre as questões que atingem sua comunidade. Participar do processo democrático. Respeitar e obedecer as leis federais, estaduais e locais. Respeitar os direitos, crenças e opiniões alheias. Envolver-se na sua comunidade. Pagar seus impostos honestamente, e em dia, às autoridades federais, estaduais e locais. Servir como jurado em processo judicial quando solicitado. Defender o país se necessário. Cidadania é o denominador comum que conecta todos os americanos e os une, não pela raça ou religião, mas através dos valores compartilhados de liberdade, autonomia e igualdade.

Se for elegível, dê este passo. Torne-se a voz para aqueles que são indocumentados e incapazes de iniciar sua caminhada para obter a cidadania. Vote, afilie-se a um partido político e ligue para os seus representantes políticos federais.

Se não se qualificar, você ainda pode escrever uma carta a um jornal e informá-los sobre as questões que se importa, pode também se voluntariar na sua comunidade e inscrever-se para aperfeiçoar a língua inglesa e aprender sobre a história e cultura do país para que, quando a hora chegar, esteja preparado.

Leave a Comment