Share

Fraudes Contra Idosos Continuam Atingindo os Mais Vulneráveis

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

 

Por Catherine Blinder

Um novo golpe virou notícia recentemente – e é claramente direcionado a consumidores idosos.

Folhetos foram enviados a residentes em todo o estado oferecendo subsídios para suportes de joelho e pescoço, aparelhos auditivos, teste de diabetes e cobertura GAP para o Medicare. Os folhetos são intitulados “Aviso de benefícios de saúde e bem estar para residentes de Connecticut”, e incluem o brasão do estado.

Ao ligar para os números que constam no folheto, os moradores são induzidos a dizer informações pessoais, incluindo os números do social security e do Medicare.

“Embora os números de telefone tenham sido retirados de circulação, este esquema serve para lembrar aos consumidores que tenham cuidado com pedidos não solicitados que exigem informações pessoais”, disse o comissário Jonathan A. Harris, acrescentando: “Um brasão oficial pode ser facilmente copiado e usado por criminosos.”

Todos os anos, 7,3 milhões de idosos, 20% dos norte-americanos mais velhos, são vítimas de abusos financeiros ou roubos de identidade. Por que os mais velhos são alvos?

Como pessoas de idade, eles muitas vezes se orgulham de tomar boas decisões e fazer bons julgamentos de caráter. Criminosos, no entanto, são altamente qualificados em enganar mesmo os consumidores mais esclarecidos. Aqueles que vivem sozinhos e têm pouco contato com outras pessoas, além de seus cuidadores, podem estar solitários e isolados. Alguém que demonstra interesse em seu bem-estar pode facilmente tirar vantagem dessa solidão.

As pessoas mais velhas também têm uma maior incidência de alterações cognitivas, que podem levar a más decisões financeiras.

Como os idosos tendem a ter mais dinheiro e melhores condições de crédito do que as pessoas mais jovens, tendo trabalhado duro e economizado por toda a vida, eles são mais atraentes para os golpistas, que podem tentar convencê-los a “investir” em esquemas arriscados ou fraudulentos. A maioria nunca verá o alto retorno ou seu “investimento” original novamente.

Finalmente, os idosos também são menos propensos a relatar crimes, temendo represálias ou julgamento da família, amigos e outros, e sentindo-se envergonhados por terem sido tão ingênuos.

E é isso o que os golpistas procuram – pessoas vulneráveis ​​que podem ser seduzidas por promessas de um bom negócio ou dinheiro fácil. Infelizmente, essas promessas nunca se tornam realidade e, o pior, para idosos e aposentados, a perda da poupança pode ser devastadora, porque há menos oportunidades de recuperar essas perdas.

Se você tem idosos em sua família ou vizinhos que possam precisar de ajuda, converse com eles sobre formas de evitar cair em golpes ou ofertas de investimento fraudulentos.

Golpes de telemarketing e fraude postal

  • Se alguém aparecer na sua porta, diga que você precisa de tempo para pensar sobre a oferta e conversar com outras pessoas.
  • Sempre peça, e aguarde até receber, material escrito sobre qualquer oferta ou doação. Leia e compreenda sozinho, ou com a ajuda de um amigo, antes de fazer qualquer compromisso.
  • Pegue o nome do vendedor, dados sobre o negócio, número de telefone, endereço e número de licença do negócio e verifique se eles são legítimos antes de fechar o acordo.
  • Não compre nada ou envie dinheiro por telefone, mesmo se eles disserem ser para um parente em necessidade. Apenas diga NÃO.

Se parecer bom demais para ser verdade, provavelmente é!

Fraudes e abusos Medicare / Medicaid

  • Proteja seu número de Medicare como você faz com seus números de cartão de crédito e não deixe outra pessoa usá-lo.
  • Desconfie de vendedores tentando vender algo que eles dizem ser pago pelo Medicare
  • Não dê informações pessoais a vendedores, ou como acompanhamento de algo que você recebeu pelo correio
  • Não ligue para os números listados em mensagens não solicitadas, ou responda mensagens de voz que dizem para você ligar de volta sob risco de penalidade.
  • Nunca tenha medo de dizer NÃO.

Se você recebeu algum desses folhetos ou conhece alguém que os tenha recebido, informe ao Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor, 800-842-2649, ou ao setor de rastreamento de golpes do Better Business Bureau – www.bbb.org/scamtracker/Connecticut.

Alguns outros recursos, além da Departamento Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor:

www.uaelderlaw.org/scams.htm

www.elderabusecenter.org

www.ncoa.org/SavvySeniors.

www.eldercare.gov.

www.aarp.org/money/scams-fraud/

http://www.consumer.ftc.gov/features/feature-0030-pass-it-on

Este artigo foi escrito por Catherine Blinder, chefe de educação e sensibilização do Departamento de Defesa do Consumidor do Estado de Connecticut. Para saber mais sobre como o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor pode ajudar, visite-nos online em www.ct.gov/dcp.

Leave a Comment