Share

Importância da Arte

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

 

Por Renato Ghio

Não que isso nunca tenha sido uma questão na minha mente, mas li sobre vários estudos ao longo dos anos demonstrando como as artes podem ter um impacto positivo sobre o desenvolvimento das comunidades locais. Várias cidades descobriram que ao incluírem a arte como parte de sua revitalização urbana isso ajudou a impulsionar as empresas e os residentes a se mudarem para áreas centrais.

Na Hat City um dos primeiros projetos que eu sabia que conectava a arte com nossa área central foi o projeto Arte Acessível da Aliança Cultural de Western Connecticut. Eu, pessoalmente, tive a sorte de ainda participar do projeto. Em 1º de fevereiro, a Aliança Cultural de Western Connecticut realizou o 9º ano do seu programa Arte Acessível de exposições de arte visual.

Este ano, a Aliança Cultural recebeu um prêmio generoso de $10.000 da Fundação Comunidade do Condado de Fairfield para o projeto. A Diretora Executiva Lisa Scails disse que o generoso apoio da Fundação, bem como uma nova parceria com a Bethel Arts, ajudaram a aumentar seus serviços.

Trinta e dois artistas, bem como estudantes de arte da Western Connecticut State University, foram selecionados para participar do programa Arte Acessível por um ano. Atualmente, 10 locais assinaram contrato para sediar 34 exposições em cinco rodadas. As principais exposições que acontecerão em Danbury serão na sexta-feira, 1º de abril, são elas:

Shari Abelson (Danbury) na Agência de Seguro Hodge, 283 Main Street, Danbury. Sua exibição, On Location, demonstra os principais elementos da paisagem tradicional, mas com um foco na inter-relação entre céu e água ou terra e natureza, cor forte e humor são os principais.

Spencer Eldridge (Ridgefield), na Prefeitura de Danbury, 155 Deer Hill Avenue. A exibição de Spencer, Excursions: abstracted landscapes by Spencer Eldridge, é produto de uma viagem durante os últimos quinze anos da abstração para obras representativas e o caminho inverso.

Gayle Glecker (North Salem, NY) na YMCA’s ESCAPE para as Artes, 293 Main Street. Gayle trabalha com os temas Percepção, Ilusão e Mágica.

Gary Stanford (Danbury) na Biblioteca Pública de Danbury, 170 Main Street. Gary é um fotógrafo que acredita que a essência da fotografia é a capacidade de criar um registro histórico de um evento em um momento preciso no tempo.

Tracey Van Buskirk (Newtown) no Filosa/Hancock Hall, 31 Staples Street. Em Color On Paper: Limited Edition Relief Prints, Tracey apresenta contrastes gráficos.

Virginia Zimmerman (Sandy Hook) no CityCenter Danbury, 268 Main Street. Os trabalhos submetidos à Arte Acessível são de sua recente exibição Ethereal Newtown, que foi o ponto culminante de uma subvenção artística individual de 2014 da Comissão Newtown Cultural Arts.

Para mais informação sobre Arte Acessível, ligue (203) 798 0760 ou visite www.artswesternct.org.

Leave a Comment