Share

Organização Luta Pelos Direitos Legais das Crianças Mais Vulneráveis de Connecticut

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Traduzido por Frederico Alberti

O Center for Children’s Advocacy (Centro de Defesa da Criança) é uma organização privada, sem fins lucrativos, dedicada a proteger os direitos legais de crianças pobres cujo atendimento depende dos sistemas judicial, de bem-estar infantil, saúde, saúde mental e juvenil de Connecticut.
O Centro atende, de forma individual, a centenas de crianças a cada ano, proporcionando a defesa legal necessária para dar a elas uma chance de levar vidas saudáveis e produtivas. Todo ano, milhares de crianças de Connecticut são amparadas com o trabalho sistêmico e legislativo do Centro.

O Centro trabalha prevenindo crianças de se envolverem com o sistema de justiça juvenil, ajudando-as com acesso a educação, saúde mental e serviços relacionados. Ele atua com sistemas de escolas públicas urbanas, intervindo para evitar a evasão escolar e encaminhamentos para o sistema de justiça juvenil. O Centro colabora com o escritório de defesa pública e liberdade condicional juvenil, ajudando com serviços de acesso à educação especial de jovens e tratamento de saúde mental. Uma destas crianças é Jason.

As batalhas de Jason começaram bem antes do dia em que ele foi preso na escola por causa de uma briga no refeitório. Com apenas 13 anos de idade, possui uma longa história de fracassos escolares e, no último ano, teve mais de 60 ausências não verificadas e 50 dias de suspensão fora da escola. Além disso, ele perdeu mais de metade do ano letivo.

Apesar de um diagnóstico precoce de transtorno depressivo, dificuldade em conter sua raiva e uma longa história de fracassos escolares, Jason nunca tinha sido avaliado para ter educação especial. Relatórios do professor observaram problemas contínuos de comportamento graves. As notas de Jason refletiam suas lutas, revelando um desempenho significativamente abaixo do nível da série em todas as matérias.

A escola tem obrigação legal de encaminhar Jason à educação especial, mas nenhuma avaliação foi realizada até o Centro de Defesa da Criança se envolver. O Centro revisou os registros educacionais de Jason e ajudou sua mãe com o pedido de avaliações.

O diagnóstico de Jason determinou uma deficiência de aprendizagem baseada na linguagem. A escola concordou que Jason não deveria ser expulso. Ele foi considerado elegível para a educação especial e colocado em um programa onde recebe apoio terapêutico, além de participar de um programa de redirecionamento comportamental estruturado. Ele venceu, comportamental e academicamente, recebendo um A ou B em cada uma de suas classes. E ainda: Jason não foi suspenso uma vez sequer durante o restante do ano letivo.

Os funcionários da escola trabalham com uma comunicação eficaz para ajudá-lo a desenvolver um mecanismo para lidar com suas emoções. Jason continuará a receber avaliações para assegurar o seu progresso. A assistente social da escola o descreve como um modelo para os outros estudantes.

Como Jason, muitos delinquentes juvenis lutam contra doenças mentais não diagnosticadas e tratadas e deficiências educacionais não diagnosticadas. Advogados da TeamChild interveem para garantir serviços adequados para esses jovens, ajudando-os a ter sucesso na escola. Todos do Centro estão ansiosos por um futuro saudável e seguro para os jovens.

A TeamChild ajuda com apoio educacional, necessidades educativas especiais, ajuda nas disciplinas escolares e acesso aos cuidados de saúde mental. A representação legal do Centro é apoiada por uma equipe de profissionais multidisciplinares da Escola de Medicina UCONN e do Centro Médico de Crianças de Connecticut.

“As crianças sem esse apoio muitas vezes não conseguem ter sucesso na escola e em suas comunidades e, eventualmente, tornam-se vítimas do sistema de justiça criminal. O Centro de Defesa da Criança tem provado sua criatividade e eficácia no desenvolvimento de programas de colaboração baseados na comunidade, que respondem às necessidades destas crianças “, disse Susan Storey, chefe da Defensoria Pública de Connecticut.

Para obter mais informações sobre os serviços do Centro, ou para descobrir o que você pode fazer para ajudar, ligue para os escritórios em Hartford (860-570-5327) ou Bridgeport (203-335-0719) ou visite o site www.kidscounsel.org.

Leave a Comment