Share

Para Alunos Sem Fluência em Inglês, Enormes Lacunas de Desempenho e Soluções do Estado – Parte 1

Este post também está disponível em: Inglês, Espanhol

Por Jacqueline Rabe Thomas

Traduzido por Frederico Alberti

Nota do editor: Este artigo foi originalmente publicado no site da CTMirror.org, uma organização independente, sem fins lucrativos e não-partidária, que faz a cobertura do governo, políticas e política pública no estado. Aqui, ele será dividido em duas partes a fim de oferecer aos nossos leitores uma dimensão completa e detalhada sobre como o Estado lida, no sistema de ensino público, com os estudantes que não falam inglês. A “parte 2” estará em nossa edição de 22 de abril.

O Estado tenta desesperadamente encontrar mais professores para os estudantes com pouca fluência em inglês.

Desta forma, uma história contada em audiência do Conselho de Educação foi particularmente preocupante. Um professor que havia lecionado em Porto Rico durante 20 anos disse que não poderia ensinar educação bilíngue em Connecticut devido aos rigorosos requisitos de certificação do Estado.

“Esta não é o tipo de história que queremos ouvir”, disse o republicano Andy Fleischmann, Presidente do Conselho de Educação, e um dos principais legisladores estaduais em busca da reforma na educação para os estudantes de inglês.

Um em cada 15 alunos das escolas públicas de Connecticut possui limitações para falar e entender inglês, e seu desempenho fica muito aquém dos colegas de classe. A lacuna em Connecticut está dentre as maiores do país, de acordo com o Departamento de Educação dos EUA (U.S. Department of Education).

E a estratégia do Estado para esses alunos é a diminuição de professores qualificados, enquanto o número de alunos aumenta cada vez mais em todo o estado.

“As falhas em nossa compreensão sobre estas questões e sobre como lidar com elas são evidentes”, disse recentemente o porta-voz da Câmara, J. Brendan Sharkey, D-Hamden, após receber um relatório de um painel que ele elegeu para a revisão do sistema.

Pais e advogados em alguns distritos escolares de Connecticut perceberam.

Enfrentando investigações federais na educação prestada aos estudantes de inglês, funcionários da escola Hartford e Stamford, ao longo dos últimos dois anos, prometeram grandes mudanças. Há também uma investigação aberta na New Britain Public Schools.

TO READ FULL STORY CLICK HERE:

Leave a Comment